top of page

Erros comuns de pequenos empreendedores em Portugal



Os pequenos empreendedores em Portugal enfrentam muitos desafios ao iniciar e gerir os seus negócios. Quando se vai empreender em outro país é necessário um cuidado extra no alinhamento da relação expectativa x realidade , alguns empreendedores pensam que basta uma boa ideia, tratar das burocracias e “vamos a isto!” apenas com a adaptação necessária do idioma e alguns pequenos detalhes, entretanto para um negócio ser realmente viável em Portugal não basta somente isso. É preciso cuidado para não “errar a dose” quando se fala em empreender cá, pois nem sempre o modelo que dá certo no Brasil é um modelo que dá certo em terras lusitanas.




Conheça abaixo 7 itens para validar no seu negócio para ter mais chances dele ser viável em Portugal segundo a Atlantic Hub uma empresa que trabalha com internacionalização de negócios.


1. Tendência

Seu produto/serviço é uma moda do momento ou realmente tem a ver com um comportamento das pessoas que vivem em Portugal? Atenção que não estamos a falar somente de Portugueses visto que há uma grande população de imigrantes de várias nacionalidades.


2. Mercado

Existem consumidores em escala para seu produto ou serviço?

Portugal tem um mercado B2B (entre empresas) muito bom e em constante crescimento, enquanto o B2C ( de empresas para consumidores finais) é menor e tem mais resistência ao novo.


3. Concorrência

Análise da concorrência além da sua existência, não estamos a falar de saber se existe e o quanto de concorrência existe, mas se os concorrentes estão a funcionar com "saúde financeira", você quer entrar num mercado que está ruim e os concorrentes estão sempre no vermelho?


4. Aspectos Jurídicos

Estar atento aos contratos, regras e burocracias legais pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso em Portugal, tenha um bom advogado e contabilista ao seu lado eles serão seus maiores parceiros nessa jornada.


5. Opções de financiamento

Muitos negócios em Portugal se iniciam com financiamentos bancários. Saber usar tanto este capital como o capital privado é essencial para estar em sintonia com as regras do jogo em Portugal.


6. Ecossistema de negócios

Uma empresa de um segmento sozinha não vai decolar em nenhum lugar do mundo. Entender se sua empresa terá parceiros, apoios e cadeia de fornecimento é estratégico e vital para a saúde do negócio.


7. Matriz de decisão

Dados são dados, não subestime o que está a ser apresentado como inviável, tome as decisões de forma racional e com base nas pesquisas de mercado e no planeamento feito, não tenha resistência de mudar a rota se for necessário.



Agora que já sabes o que validar na sua ideia de negócio aqui estão 6 erros mais comuns que os pequenos empreendedores cometem em Portugal que deves evitar:

  1. Falta de planeamento: Muitos pequenos empreendedores falham em planear adequadamente o seu negócio. É importante definir claramente os objetivos, estratégias, riscos e oportunidades antes de iniciar a atividade. Sem um plano de negócios bem estruturado, as chances de sucesso são menores.

  2. Ignorar a concorrência: É essencial conhecer a concorrência e o mercado em que se opera. Muitos pequenos empreendedores não pesquisam adequadamente a concorrência e não estão cientes dos seus preços, produtos ou serviços. Isso pode levar a problemas de precificação e a uma perda de competitividade.

  3. Má gestão financeira: Muitos pequenos empreendedores têm dificuldades em gerir as suas finanças. Muitas vezes, não fazem um orçamento adequado, não monitorizam as receitas e despesas, nem tomam medidas adequadas para evitar o endividamento ou a falta de liquidez.

  4. Falta de marketing: Muitos pequenos empreendedores falham em promover adequadamente os seus produtos ou serviços. É importante investir em marketing e publicidade, tanto online como offline, para atrair clientes e aumentar as vendas.

  5. Não se adaptar às mudanças: O mundo dos negócios está em constante evolução e muitas vezes, os pequenos empreendedores não se adaptam às mudanças. É essencial estar atento às tendências de mercado, às novas tecnologias e às mudanças na legislação, para poder inovar e crescer.

  6. Não contratar a equipa adequada: Muitos pequenos empreendedores não dão a devida importância à contratação de uma equipa adequada. É essencial ter uma equipa competente e motivada para alcançar os objetivos e enfrentar os desafios do negócio.

Estes são alguns dos principais erros cometidos por pequenos empreendedores em Portugal. É importante aprender com os erros e procurar as melhores práticas para criar um negócio sustentável e bem-sucedido.

62 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page