top of page

Imigrantes em Portugal 2023



Não é novidade que Portugal tem batido recordes de imigração nos últimos anos, em 2022 mesmo com o cenário pós pandemia e guerra na Ucrânia houve o recorde de 757 mil estrangeiros com autonomia de residência.

Em 2023 a tendência é que esse fluxo migratório em Portugal se mantenha, mesmo com a diminuição de chegada dos refugiados ucranianos, a dinâmica do mercado e economia portuguesa continua a atrair os brasileiros em sua maioria entre outras nacionalidades, muitos deles empreendedores que buscam investir em Portugal.


Desde 2019 o imigrantes de várias nacionalidades que chegam em Portugal são o dobro do número de portugueses que saem do país. ( Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE)) o que atenua a crise demográfica que Portugal enfrenta há alguns anos.

No relatório de 2022 do Institute for Economics & Peace , Portugal está em 6° lugar numa lista do 163 países mais seguro para se viver , essa é uma vantagem indiscutível para a maior parte dos imigrantes quando pensam em sair do seu próprio país .


A população imigrante residente em Portugal é em sua maioria do Brasil (37 %), seguida de Angola (6 %), Cabo Verde (5 %), Reino Unido (5 %) e Ucrânia (4 %). Quase metade da população imigrante vive na região metropolitana de Lisboa, no Algarve 13% da população é estrangeira, em sua maioria brasileiros, entretanto na região metropolitana do Porto é onde os brasileiros prevalecem na população residente segundo relatório da Pordata.


Em 2022 chegaram a Portugal 252 mil brasileiros, estes representam um acréscimo de pouco mais de 23% em relação à contagem realizada em 2021, com as mudanças aprovada em agosto de 2022 na Lei de Estrangeiros a tendência é que esse número cresça mais uma vez agora em 2023.


Mas afinal quais foram as mudanças na Lei de Estrangeiros em Portugal?

Em Agosto de 2022 uma série de medidas foram aprovada pelo atual presidente de Portugal Marcelo Rebelo de Sousa.

As principais medidas aprovadas:

  • Criação de um visto de procura de trabalho.

  • Medidas para facilitar a obtenção de visto de residência aos estudantes estrangeiros do ensino superior.

  • Criação de um visto de residência ou de estadia temporária ao nômadas digitais.

  • Criação de medidas para facilitar a emissão de vistos para a comunidade CPLP.

  • Fim das quotas para imigração.

Conheça abaixo os novos vistos:


Visto de Procura de Trabalho

  • para estrangeiros que não possuem nacionalidade portuguesa.

  • válido pelo período de 120 dias, podendo entender para mais 60 dias.

Requisitos:

  • comprovar meios de subsistencia no país

  • não ter antecedentes criminais

  • passagem de retorno ao país de origem para 180 após a entrada no país caso não encontre trabalho. Nesse visto é necessário fazer a declaração de Manifestação de Interesse junto ao IEFP. Ao conseguir emprego as pessoas leva os documentos e o contrato de trabalho ao SEF para dar entrada ao pedido de autorização de residência.

Visto de Nômadas Digitais

  • para estrangeiros que comprovem trabalho remoto com empresas de fora de Portugal, de forma subordinada ou não.

Requisitos:

  • comprovar vínculo de trabalho ( em caso de trabalho subordinado)

  • comprovar rendimentos de 4 salários mínimos portugueses mensais.

  • passagem de retorno ao país de origem ( cidadãos membros da comunidade CPLP são dispensados desse requisito)

Com as novas medidas e vistos o governo pretende estimular mais a economia e circulação de renda vinda de mais imigrantes legais no país , seja a gerar de renda com o trabalho, com consumo ou por investimentos realizados no país. Desta forma o Governo estabelece novos procedimentos para regular a imigração de forma a garantir condições de integração e um melhor relacionamento entre administração pública e imigrantes.


E tu já sabias dos novos vistos? Conta nos comentários o que achas que vai acontecer com a imigração em 2023.



229 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

تعليقات


bottom of page